3 de jan de 2007

Somente sua

Antes que o desejo não exista mais em nossos corpos serei sua, nem que seja uma noite.
E quando esta noite tornar-se dia, eu ainda estarei adormecida com o seu cheiro, os lençois ainda estaram úmidos de suor.
Talvez você ainda esteja ao meu lado, com seu corpo largado sobre a cama, ou tenha ido, rumo a o seu destino a tudo que construiu.
Mas terei eternamente em minha memória a lembrança de uma noite de amor, noite que você foi meu e eu inteiramente sua.
Buscando os mesmos desejos, dois animais em busca de um mesmo abrigo.
Dois corpos em um só.
Terei para sempre a lembrança seus cabelos despenteados, seu corpo suando, seus lábios...
Me dê apenas uma noite para eu provar que te amo, para que em seua braços eu possa ser sua, te acariciar, olhar fundo nos seus olhos, deixar envolver o prazer que nos une.
Seja meu ao menos uma noite, para que eu possa mostrar que em uma noite eu posso te dar amor, e que em apenas uma noite eu serei SOMENTE SUA.

2 comentários:

Danhy Bertipaglia disse...

Olá estou passando pra desejar Feliz 2007 e te convidar pra visitar meu blog, beijinhos no coração!

Andréia disse...

Vc não me conhece, mas vi seu blog através do Ale e agora fiquei viciada nele!! rs
Vc escreve com as "víceras", sem medo de se expor, sem "filtros", sem máscaras.
Amo ler o que vc escreve, seu estilo.
Continue em 2007 com sua usual transparência e paixão na escrita.

Ah, meu msn para as noites de insônia (algo em comum!!) andreia_lgb@hotmail.com