23 de out de 2011

E a noticia veio de repente, assim como um assalto, um soco na cara.
A ficha demorou a cair, mas agora caiu de vez. Eu não sei o que pensar, não sei o que fazer.
está complicado. Acho que ainda não quero acreditar no que aconteceu.
Mas também eu procuro né, vamos combinar. Só que de um jeito ou de outro eu ia ficar sabendo.
Difícil conviver com a ausência da pessoa que por muito tempo fez parte da sua rotina né?
E como é. Por mais que os encontros tenham diminuído, eu tinha a certeza de que uma hora eu ia encontrá-lo. Se não o visse, ouviria a voz. Se nada disso acontecesse, um outro dia iria ser bem melhor recompensado. Hoje...hoje é difícil olhar em uma direção e ver vazio, não ouvir mais a voz, não ter a presença de quem por tempos conseguiu me fazer rir das coisas mais idiotas, de falar sério na hora certa, de falar abertamente sem ter medo.
É complicado olhar para o canto da sala e não ver nada, e ter apenas um "dejavu" dos tempos que aquele canto era preenchido com a presença de alguém tão querido, tão importante.
E só de pensar que mais surpresas ainda estão por vir, meu coração aperta, entro em desespero.
Uma hora isso passa, uma hora isso acaba.

8 de out de 2011

Demorou muito para a ficha cair, e o que eu menos queria, aconteceu.
E foi assim tão de repente, desta vez eu perdi o rumo de vez e o meu mundo ainda está girando.
Sabe quando você leva um tapa de cada lado da cara e para completar um soco na testa?
Pois é foi assim.
Eu não tenho mais vontade de sair com meus amigos, eu não tenho mais vontade de continuar o Inglês, eu não tenho mais vontade de nada.
E já estou mexendo os meus pauzinhos para mudar de emprego.
É difícil lidar com tal situação, e de quebra não posso falar disso com ninguém.
Minha cabeça deu um nó.
Eu não consigo entender o que realmente acontece neste mundo.
Será que se eu explicar vão conseguir me fazer compreender?
Vamos lá:
Eu desejei muito algo, e este algo aconteceu em menos tempo que eu esperava.
E eu espero há tempos por outro algo e nada acontece, nada sai do lugar.
E não é a primeira vez não é a segunda. De noite tenho um pensamento, e no exato período de 24 horas, aquilo que pensei, quis, aconteceu.
No entanto, o que eu quero há tanto tempo...nem sinal de mudança.
E NÃO ME VENHA COM PAPINHO DE " TENHA PENSAMENTO POSITIVO", porque isso pra mim não cola.
Eu tenho esse PENSAMENTO POSITIVO há um bom tempo e nada.
Costumo dizer que se pensamento positivo desse certo, eu teria passado em inúmeros concursos que prestei ou já teria ganhado na megasena.
Está estranho ir a um certo lugar e não ver mais as mesmas coisas, não ver mais as mesmas pessoas, mesmo que seja de longe ou apenas ouvir a voz.
Está dificl até de colocar aqui no blog tudo o que se passa na minha cabeça.
E por isso, sem mais nem menos, termino por aqui.
Beijos.

E N