27 de fev de 2007

Um analista, por favor!!!!

Bem, mais do que nunca, não sei em que estado me encontro.
Não sei se confusa, perdida, vazia, incompleta, sozinha, carente...
Não sei mesmo.

Até as palavras estão me faltando, até elas estão fugindo de mim.

Sabe quando vc rí e ao mesmo tempo, o mesmo motivo de riso, se torna uma tortura inacabável?

É assim.

Dou risada, ao mesmo tempo, choro.

Esrou feliz da vida, mas ao mesmo tempo o mundo desaba em mim, e eu acabo em profunda depressão.

Pessoas me fazem bem, mas ao mesmo tempo, fazem mal.

O que me completa, ao mesmo tempo, deixa um vazio que parece não encher nunca.

Leio, ouço música...

Nada melhora.

Acho que nem um analista conseguirá me ajudar.


Ah, quer saber, fui!!!!

Bejos


Chel