18 de dez de 2011

E não é que daqui a 3 semanas já é ano que vem?!?!?!
Pois é... e o que me espanta é a rapidez com que o tempo está passando.
Tenho medo.
Só que hoje eu pensei nas coisas que aconteceram este ano. Há mais ou menos 2 meses, posso dizer que não sou mais a mesma. Nunca imaginei sentir o que estou sentindo e jamais imaginei passar o que estou passando.
Já consigo tocar no assunto sem chorar, mas o aperto no peito ainda é grande.
Sério, não sei como ainda tenho forças pra levantar da cama e ir trabalhar. Trabalhar. Só isso que eu tenho feito desde que tuuuuuuuudo aconteceu. Hoje também assumi para uma amiga minha que continuo DOIDA de paixão por ele. E continuo mesmo. Ainda tenho vontade de vê-lo todos os dias, de ouvir a voz, de dar um oi mesmo que de longe, mas está impossível.
Me esforço ao máximo para isso, mas está difícil, e quando consigo, é um misto de felicidade e tristeza.
Nunca pensei que fosse ficar desta forma.
Sabe o que não me sai da cabeça? O fato de querer tanto algumas coisas e as mesmas acontecerem assim do dia pra noite. E outra... outra... a outra ainda eu espero. Sei que estou sendo chata e repetitiva, mas não consigo entender isso.
Desejo com todas as minhas forças, mas nada acontece, já o que apenas pensei por segundos, no outro dia já havia acontecido.

EU SÓ QUERIA ENTENDER ISSO.
Já chorei mais esta semana pensando em tudo, e o desespero já está batendo à minha porta de novo.

Pena que não posso colocar aqui o que pode vir a acontecer. Uma pena mesmo.
Pena não ter com quem dividir isso, e sabe porquê? Primeiro porque o assunto já está saturado e já incomodei muito os meus amigos com este assunto. Segundo porque vá que ele leia. Terceiro e ultimo: uma hora isso ia acontecer mesmo e e tinha que estar preparada, mas não estou. Só de pensar me dá um "nó na garganta", tremedeira, vontade de chorar.
Mas é isso aí, quem sabe no ano que vem tudo se resolva da melhor forma. E a melhor forma pra mim neste exato momento é que ele perceba o quanto gosto dele e que eu o tenha pra mim.

Boa noite.