31 de jul de 2010

Enquanto isso no formspring...

Alguém me pergunta isso: Eu sempre te admirei. Vc foi uma amiga incrível sempre esteve comigo nos melhores e piores momentos da minha vida. Me apresentou ao "mundo metal", e depois pisei na bola com vc. Hj me arrependo das coisas que fiz. Me desculpa?



E eu respondo: Eu desculpo e continuo desprezando. Acho que não era necessário passar-se por mim em algumas situações para tentar ter amigos ou ao menos chamar atenção. Nunca precisei gritar no meio de um bar, nunca precisei me fantasiar de palhaça para ter amigos. Jamais imaginei que tal admiração na verdade fosse inveja. Como disse antes, sei me portar nos lugares, falo com todos, desde o lixeiro até o astro, mas ví que as coisas de um instante para outro tomaram rumos diferentes. Nunca precisei contar histórias de outras pessoas para ser popular. Apenas eu vivi o que contei, e até hoje vivo minha vida desta forma. Se de repente começar a ser quem realmente é, parar de viver a vida dos outros, melhor dizendo, parar de viver uma vida fantasiosa vc possa ser 10% do que sou. Mas não queira ser eu não, garanto que é muito chato. Seja vc mesma, sabe porque? Ser autêntico é a melhor coisa. Não queira se espelhar em mim não sou um exemplo de vida pra ninguém, afinal do mesmo jeito que há pessoas que me adoram, há também aquelas que me odeiam.Não sei se felizmente ou infelizmente fiz muitos de seus dias feliz, foram presentes que te dei de coração, mas o tempo passou e fui apunhalada pelas costas. Mas tudo bem, passou, continuo no mesmo lugar, e vc está aonde mesmo?

Nenhum comentário: